O tambaqui

 

                                    O TAMBAQUI

 

                                       Colossoma macropomum da fam√≠lia dos characidaes

 

        

         Foto pescamazon

Este colossal pacu pode pesar cerca de 90 libras, quando se deixa o tempo de crescer at√© atingir esse peso, tanto quanto a sua carne  √© estimada pelos nativos, que infelizmente fazem dele um negocio. Mas felizmente, este peixe √© muito f√°cil de criar, e ha algum tempo, apareceram na Amaz√īnia fazendas especializadas na cria√ß√£o do tambaqui. No entanto, peixes de 10,15,20 libras  n√£o s√£o  raros. Como tudos os pacus, o tambaqui se alimenta  essencialmente de  frutos e sementes, mas frequentes capturas com iscas de carne, peixe, camar√Ķes e caranguejos atestam que na realidade, o tambaqui √© um onivoro, talvez com uma propens√£o para a comida vegetariana. Em efeito, ele √© frequentemente observado na sombra de √°rvores frut√≠feras e palmeiras √† espera da queda de frutas e sementes que ele engole por aspira√ß√Ķes capaz de provocar um enfarto ao emotivo pescador com mosca.

Ser√° que podemos pegar o tambaqui com mosca? Com mosca: n√£o, de acordo com o sentido entomol√≥gico do termo, mas com a t√©cnica da pesca com mosca, sem duvida... Em efeito, os ribeirinhos da Amaz√īnia, o capturam utilizando um m√©todo bastante semelhante ao nosso, com ajuda de uma vara chamada de "varej√£o", feita de madeira extremamente firme e flex√≠vel ou de bambu, e em vez de linha, um cord√£o grosso duas ou tr√™s vezes mais comprido do que a vara. A isca √© simplesmente uma das frutas do que o tambaqui costuma se alimentar. Aquela t√©cnica  chamada de " batida", consiste em arremessar a isca nas zonas onde tambaquis foram localizados, batendo secamente a superf√≠cie √† fim de despertar a aten√ß√£o do peixe que no melhor caso sube para aspirar a fruta.

E claro que n√£o  inventaremos nada. Nunca tivemos a oportunidade de assistir este espect√°culo, pela simples raz√£o que o melhor per√≠odo para a pesca do tambaqui √©  a esta√ß√£o das chuvas que n√£o √© a mais agrad√°vel na Amaz√īnia, especialmente no cora√ß√£o da floresta inundada ou igap√ī onde este peixe se alimenta principalmente de frutas e sementes. Tamb√©m n√£o √© o melhor per√≠odo para a pesca das outras esp√©cies que se fisgam com moscas. Mas, muitos testemunhos dignos de f√©, atestam da eficacidade da modalidade. Ser√° que uma s√≠ntese da t√©cnica tradicional e de nosso modo moderno √© poss√≠vel? Acreditamos que sim. Em efeito, alguns especialistas da mosca sul-americanos j√° estudaram a quest√£o e elaboram receitas de atar imita√ß√Ķes muito realistas de frutas e sementes com bases de penas e pelos, que se mostraram efetivas em lagos onde o tambaqui foi introduzido, e tamb√©m com outras variedades de characidaes vegetarianos cujo comportamento √© muito semelhante ao do tambaqui. Mas seria necess√°rio dedicar algumas pescarias inteiras a confirma√ß√£o desta t√©cnica. Vamos fazer-lo...

          

                          floresta inundada ou igap√ī

O material:

A vara:

Muito dura, com um fortissimo coluna vertebral, pois o tambaqui √©  muito poderoso e sagas brigador. Tem que impedi-lo de refugir-se no  meio das estruturas vegetais que constituem o habitat dele.

A carretilha:

De boa qualidade, do tipo baby-tarp√£o/permit, com um freio a disco muito efectivo e progresssivo.

A linha:

flutuante se quiser imitar a tecnica da " batida", mais com... moscas artificiais de verdade. Linha intermediate, se preferir pescar na meia agua com streamers mais tradicionais.

A tecnica:

Depois de ter localizado as manifesta√ß√Ķes dos tambaquis na superficie, na sombra de arvores frutiferas, arremesse em cima daqueles alvos, e recupere devagar com curtas paradas, ou bata a superficie com moscas-sementes...

As moscas:

Modelos efetivos com outros pacus, moscas para o tarp√£o, seaducers, e moscas-sementes.

 

 


 

Page lue en 0,0938 seconde (5/0)