A cachorra

                                

                                         

                                      A CACHORRA

 

                           

                              Hydrolicus s.p.p, raphiodon vulpinus da fam√≠lia dos cynodontidaes

 

       

                        cachorra gigante do rio Xingu

 A cachorra, tamb√©m chamada de payara na Venezuela e na Col√īmbia, √© o predador preeminente. Com os seus enormes dentes parecidos aos do seu primo o " peixe tigre" africano, ela quase relega a piranha, outro parente, tamb√©m membro da "fraternidade do dente afiado", para a categoria dos ruminantes... A sua boca rasgada at√© a altura do olho que pode abrir-se em √Ęngulo direito, √© caracterizada por dois caninos sobre-dimensionados que erigem-se da mand√≠bula inferior e se enquadram exactamente em duas cavidades correspondentes do maxilar superior. As outras dezenas de dentes menores, s√£o afiados como alfinetes. E √≥bvio que nenhum peixinho n√£o pode escapar-se de uma tal boca dura como concreto, onde √© dif√≠cil fazer penetrar um anzol mais afiado que seja. A morfologia de nosso animal lembra a dos salmonideos. A cachorra poderia ser definida como uma esp√©cie de truta " steelhead" ( truta cabe√ßa de a√ßo) com mand√≠bulas de grande fera. Ela pode exceder 30 libras. A cachorra fica atr√°s das rochas, vigiando as correntezas inclu√≠do aquelas com uma turbul√™ncia e uma viol√™ncia extrema. Na verdade, um streamer lan√ßado no meio desta agua furiosa, seja com a ajuda de uma linha de alta densidade, seria instantaneamente  varrida para baixo, depois de ter miseravelmente arrastado a superf√≠cie sem trabalhar. Apesar disso, a cachorra, do seu esconderijo, todos sentidos em alerta, n√£o tolerara a m√≠nima intrus√£o de apar√™ncia comest√≠vel e viva no seu territ√≥rio. Tem que ter assistido este inacredit√°vel ataque rel√Ęmpago no meio de uma inimagin√°vel turbul√™ncia, para entender que estamos perante um predador de excep√ß√£o.

A cachorra se encontra em praticamente todos os afluentes dos rios Amaz√īnas e Orenoco, e na bacia do rio Essequibo na Guiana, principalmente nos r√°pidos, em baixo e acima das quedas de agua, e de modo geral em todos lugares onde os rios passam para zonas montanhosas.

 

            

                       cachorra do rio Araguaia

O material:

A vara:

De potencia 9/10, rápida, de ação de ponta.

A carretilha:

Do tipo baby-tarpão/permit com um bom freio a disco e um bom comprimento de backing, pois a cachorra é um duro brigador que salta frequentemente e foge muito rapidamente rumo as estruturas rochosas

A linha:

flutuante com ponta afundante cuja densidade depende do n√≠vel, da  velocidade da agua e da profundidade do lugar. E n√£o esque√ßa de utilizar um tippet de a√ßo.

 

A técnica:

Duas maneiras de proceder, segundo as circunst√Ęncias.

Técnica " downstream":

M√©todo muito parecido √† pesca do salm√£o com mosca. Arremesse a linha atrav√©s do rio levemente em baixo de voc√™. Em seguida, deixe a mosca derivar em arco de circulo, animando-a com a ponta da vara, insistindo nos pontos quentes como in√≠cio e fins de bacias ou quaisquer outros pontos em cima e em baixo dos obst√°culos.

 

Técnica " upstream":

Com uma linha flutuante ou intermediate. E uma prospe√ß√£o sistem√°tica " upstream" de todas as correntezas, insistindo nos pontos quentes, obst√°culos, rochas, estruturas de madeira afogadas, etc. A deriva da mosca deve ser um pouco mais veloz do que a corrente e deve ser rigorosamente controlada.  Pondere  levemente as  moscas ( clouser com olhos de chumbo, streamer " conehead", etc.). Guarde o contacto  permanente com o streamer, pronto para reagir instantaneamente. A cachorra surgida as vezes de longe ataca de repente, com a velocidade de um rel√Ęmpago. Se trata de uma pesca rica em emo√ß√£o visual.

           

                cachorra fisgada com um streamer de anz√≥is duplos

As moscas:

Todas as grandes moscas , at√© as vezes os poppers s√£o bem aceitadas pela cachorra. Se voc√™ atar as suas pr√≥prias moscas, utilize largamente as mat√©rias brilhantes sint√©ticas como o flashabou ou o crystal flash  de cor  p√©rola.  Moscas com anz√≥is duplos s√£o uma boa op√ß√£o por causa da dureza da boca da cachorra.

cachorra fac√£o ( raphiodon vulpinus) outra especie interessante de cachorra, apesar de um tamanho menor.

 

 

 


 

Page lue en 0,0333 seconde (5/0)